Três experimentos com ímãs para crianças curiosas

Aprender sobre ímãs e suas propriedades é muito interessante para crianças pequenas. Existem experimentos com ímãs muito atraentes e fáceis de implementar que estimularão a criatividade das crianças e as ajudarão a se questionar sobre os fenômenos que podem ser encontrados na vida cotidiana.

Todas as experiências que propomos nesta oportunidade podem ser feitas em casa de uma forma muito simples e com poucos elementos. O ideal é integrar os pequenos em toda a preparação do experimento, para que estejam ativamente envolvidos e possam entender profundamente as razões das reações que verão em cada caso.

Você quer ensinar seus filhos como os ímãs funcionam de uma forma divertida e muito educativa? Aqui compartilhamos três experimentos com ímãs para crianças que são ideais para despertar sua curiosidade e cultivar sua imaginação.

Corridas de carros

Para este experimento, você precisará apenas de alguns carrinhos de brinquedo pequenos, um ímã de tamanho semelhante ao do carro, um segundo ímã que pode ser maior e um pouco de fita adesiva.

Pegue o carrinho de brinquedo e coloque o pequeno ímã em cima dele. Em seguida, fixe-o no carro com a fita adesiva, para que fique bem firme e apoiado.

Coloque o carro em uma superfície lisa, depois pegue o segundo ímã e coloque-o contra o carro, certificando-se de que esteja apontando para o pólo oposto do pequeno ímã. Em breve você verá como o carro se move como resultado da interação entre os dois ímãs.

Para criar uma verdadeira corrida de carros, basta preparar vários carros com motores magnéticos e desenhar um percurso que eles devem percorrer. Cada criança pode construir seu próprio carro e guiá-lo pela pista enquanto correm com os carros uns dos outros.

Clip flutuante

Os materiais que você usará neste experimento são para uso diário. Você só precisará de um recipiente com tampa de metal, um clipe, um pequeno barbante e um ímã.

Pegue a corda e amarre o clipe em uma extremidade, certificando-se de que esteja bem firme. Em seguida, pegue a outra ponta do barbante e cole-a no fundo do recipiente.

Em seguida, cole o ímã na parte de trás da tampa de metal. Lembre-se de que tanto a corda quanto o ímã devem estar bem presos a cada superfície.

Uma vez que cada elemento esteja no lugar, feche o recipiente e vire-o de forma que a tampa fique voltada para baixo; o clipe deve ficar pendurado dentro do recipiente em direção à tampa.

Em seguida, vire o recipiente novamente para que a tampa fique voltada para cima. Neste ponto, o clipe ainda deve estar apontando para a tampa, suspenso dentro do recipiente. As crianças poderão perceber esse experimento como um desafio à força da gravidade.

Sinos que tocam sozinhos

Esta experiência é muito atrativa para os mais pequenos, pois envolve movimento e som. Tudo o que você precisa é de um pote de plástico com tampa, sinos que podem ser inseridos no recipiente e um ímã.

Basta colocar os sinos no pote de plástico e colocá-lo em uma superfície estável.Em seguida, pegamos o ímã e o movemos em diferentes direções fora do recipiente e perto dele, para que os sinos possam reagir

O que acontecerá é que os sinos se moverão como resultado do ímã e soarão toda vez que se moverem. Essa interação será percebida pelos pequenos com muita emoção.

Sinos flutuantes

Também é possível fazer este experimento desta forma: pegue os sinos e coloque-os no pote de plástico, mas desta vez encha-o com água.

À medida que você se aproxima do ímã pelo lado de fora e o move em direção ao topo do recipiente, os sinos também se erguem e começam a flutuar de maneira muito visível.

.