Por que o microscópio é uma invenção tão importante e como ele evoluiu ao longo do tempo

O microscópio é um instrumento essencial para o mundo da ciência e da tecnologia. Porque, com ela, muitas descobertas e avanços foram feitos. Apesar de sua relevância, poucos conhecem a história dessa ferramenta que revolucionou o mundo. Aqui nós apresentamos para você.

Como o microscópio foi criado?

O que está claro sobre a história do microscópio é que ele foi inventado entre 1590 e 1620; uma das primeiras a se tornar conhecida foi a de Zacharias Janssen, fabricante de óculos, que apresentou seu modelo em 1590; Da mesma forma, Galielo Galilei também projetou uma em 1609, usando a combinação de uma lente côncava e uma convexa. No entanto, o primeiro a usá-lo para fins científicos foi Robert Hooke. Quem escreveu a obra Micrographia, onde a palavra célula é introduzida pela primeira vez na história da ciência.

Já entre os anos 1632-1723 deu-se um grande salto no desenvolvimento do microscópio com Antonie van Leeuwenhoe. Um comerciante de tecidos que, interessado em analisar as fibras de seus tecidos, conseguiu obter ampliações de até 200x.

Os primeiros microscópios e suas imperfeições

É lógico que nos primeiros dois séculos de existência do microscópio, ele teve limitações. Principalmente relacionado às imperfeições da lente e à natureza da luz. Aspectos que fizeram as imagens perderem a nitidez.

Progresso notável na correspondência de lentes

O grande avanço observado em microscópios ocorre com Chester Moore Hall, que em 1730 encontrou a combinação perfeita de lentes, corrigindo as aberrações das anteriores. Mais tarde, mais avanços foram feitos nas lentes com as melhorias introduzidas por Joseph Jackson Lister em 1830. Essas duas contribuições conseguiram mudar a percepção do microscópio, tornando-o um instrumento fundamental para a ciência e a realização de experimentos.

Evolução do microscópio moderno

A popularidade dos microscópios aumentou entre os séculos XVIII e XIX; de modo que as fábricas dedicadas à sua elaboração aumentaram, especialmente na Inglaterra e na Alemanha, locais onde ocorreram as inovações mais marcantes, entre as quais se destaca o primeiro revólver de microscópio, inventado pelo britânico Jeremiah Sisson, que permitiu mudar a objetiva com a amostra foi observado. De sua parte, Ernst Leitz introduziu um importante avanço com a criação do microscópio binocular em 1913; Dessa forma, essa ferramenta incorporou cada vez mais avanços e aprimorou suas funções.

Alguns tipos de microscópio usados ​​hoje

Agora para os séculos 20 e 21, muitos avanços foram observados em microscópios e hoje há uma variedade destes e com diferentes funções, dentre as mais conhecidas, podemos citar estas três:

1. Microscópio óptico: foi o pioneiro e continua a ocupar um lugar de destaque em áreas como medicina e microbiologia.

2. Microscópio eletrônico de transmissão: foi inventado na década de 1930 e revolucionou completamente a ciência e a tecnologia, pois permite atingir um número de ampliação muito maior do que era possível com o microscópio óptico.

3. Microscópio de fluorescência: trabalha com gases, pois ilumina a amostra com uma lâmpada de vapor de xenônio ou mercúrio.

O futuro do microscópio ainda está para ser visto, apesar do mosaico de variedades que existe atualmente, essa ferramenta que revolucionou a ciência ainda tem mais a nos mostrar.


Deixe um comentário

Observe que os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados