OS SEGREDOS DOS PUZZLES

Quem nunca foi fascinado por quebra-cabeças? E é que todos nós já vimos um enorme quebra-cabeça decorar uma parede, com suas milhares de peças perfeitamente alinhadas. E não conseguimos fazer mais do que admirá-los de boca aberta.

Curiosamente, isso aconteceu conosco como adultos e crianças...O quebra-cabeça atrai, mas sabemos por quê?Qual é o motivo que chama nossa atenção de maneira poderosa para essas pequenas obras de arte?

Neste artigo, revisaremos brevemente a história dos quebra-cabeças. Desde suas origens de pedra, até os quebra-cabeças mais inovadores, projetados em impressoras 3D.

Venha comigo e descubra os segredos por trás de um dos passatempos mais atemporais, O PUZZLE

ORIGENS DOS QUEBRA-CABEÇAS

E é que já nas primeiras sociedades, encaixar peças que pareciam poder ser unidas de forma natural, sem aparentemente fazer parte de um todo primitivo, chamou a atenção dos nossos antecessores. Em alguns sítios, como cavernas, foram detectadas acumulações agrupadas de pequenos pedaços de pedra que formavam a ornamentação. Sem dúvida, demonstrando essa necessidade de completar os fragmentos.

O ser humano busca inatamente alcançar um todo lógico a partir de fragmentos. Eram sim os primeiros quebra-cabeças, uma espécie de jogo infantil, cubos empilháveis ​​em formato paleolítico.

Com este antecessor no horizonte, as sociedades evoluem e a necessidade de sobreviver nas cavernas deu lugar à agricultura, ao artesanato... e, assim, a uma diversificação do tempo.

Os membros dessas civilizações antigas já podiam ter seu próprio tempo, e não necessariamente subsistir. Com esse tempo livre, nascem as primeiras formas de lazer, e certos jogos passam a fazer parte desse investimento de tempo livre.

Embora este primeiro germe tenha sido plantado por séculos, não foi até o século 18 que John Spilsbury acidentalmente criou o que hoje conhecemos como o primeiro quebra-cabeça moderno. Spilsbury, era professor, e depois de colar um mapa em uma placa de madeira, decidiu recortar alguns países, para poder ensinar seus alunos preenchendo essas lacunas até que todas as peças se encaixassem: nasceu o primeiro quebra-cabeça moderno .

Mas não foi até 1900 que os quebra-cabeças se tornaram uma tendência com a alta sociedade oferecendo quebra-cabeças como uma espécie de atração para seus convidados. Eles ainda estavam longe de serem como os quebra-cabeças modernos que conhecemos hoje, e sua montagem era extremamente complicada.

O sistema de montagem de peças era através do chamado sistema “push-fit”. As peças eram basicamente mantidas por pressão umas contra as outras, em vez de se encaixarem. Isso tornava os quebra-cabeças antigos extremamente delicados, pois qualquer batida leve poderia arruinar horas de montagem, pois as peças literalmente saltavam do lugar.

Uma desvantagem adicional na época era que os quebra-cabeças não tinham o suporte de guia visual para seguir durante a montagem. A caixa costumava colocar um título sugestivo, que o usuário tinha que imaginar na hora de montar. Assim, um quebra-cabeça intitulado "primavera sob o sol" poderia ser o desenho de um campo de margaridas

Pouco a pouco, as técnicas de montagem foram modernizadas, os sistemas de impressão melhoraram a qualidade e, hoje, podemos encontrar quebra-cabeças de alta qualidade de quase todos os temas e tamanhos.

OS MELHORES QUEBRA-CABEÇAS SÃO AQUELES QUE NÃO SE ADEQUAM

Nunca uma frase de uma música fez tanto sentido para o mundo dos quebra-cabeças e, no caso da cantora Boina, para os desgostos que tanto nos preocupam).

Um quebra-cabeça que não se encaixa, que é um desafio mental para nós, que quase nos obriga a bater uma peça na outra por pura frustração, acaba sendo hipnótico, e o desafio de "aquele quebra-cabeça que não fit" é ainda mais satisfatório quando o alcançamos

Há um quebra-cabeça que quase todos os apaixonados por esses hobbies conhecem, que é famoso pela frustração que pode causar em quem tenta montá-lo. Este consiste basicamente em uma imagem de um campo de flores brancas idênticas, sem outra referência além das bordas das pétalas nevadas. Não mais

Podemos pensar que é impossível, mas como diz o título… Os melhores quebra-cabeças são aqueles que não se encaixam! Você não pode imaginar a satisfação pessoal que vem a partir do momento em que você coloca a última peça desse quebra-cabeça diabólico.

Então não perca a paciência.

COMO FAZER UM QUEBRA-CABEÇA E NÃO DESESPERO

Para não se desesperar na hora de fazer um quebra-cabeça, você deve seguir uma série de regras e orientações para montá-lo.

Fazemos da seguinte maneira, é assim que fazemos, então encontre sua própria maneira de fazer e que seja confortável para você

Primeiro, encontre um local grande, claro, estável e plano. Se você tiver uma mesa vazia que possa ocupar por vários dias, melhor.

Uma vez feito isso, coloque uma base de placa de espuma ou madeira marchetada, que servirá de base caso queiramos finalizar colando e emoldurando.

Depois disso, esvazie o conteúdo do saco e vire todas as peças para que fiquem voltadas para cima. Durante este processo, recomendamos que você separe todas as bordas e cantos. Você verá quais peças estão pelo lado completamente plano sem recortes que ela possui. Deixe-os em local acessível e bem visível, pois será sua primeira referência de montagem.

Uma vez que você tenha todas as peças no lugar, apenas encontre as bordas e, com a orientação da imagem da caixa, comece a formar a moldura ou limite do quebra-cabeça. Tente fazê-lo em madeira ou placa de espuma.

E agora tudo o que resta é ser paciente e focar em áreas específicas.

Procure um ponto característico que esteja próximo às bordas e junte os grupos de peças nessa área, você verá que aos poucos vão se formando áreas inteiras do quebra-cabeça... agora tenha paciência.

Você deve ter em mente que quebra-cabeças com milhares de peças geralmente são tarefas que levam muitas horas, ou mesmo dias, para serem concluídas, então fique atento ao uso do tempo. NÃO QUEIRA TERMINÁ-LO EM UM TEMPO, PORQUE VOCÊ VAI FALHAR.

COMO TERMINAR UM QUEBRA-CABEÇA COLANDO-O

Dar um acabamento de qualidade, e fazer com que nosso quebra-cabeça obtenha a resistência adequada, para que depois de montá-lo, poder transportá-lo ou usá-lo para decorar, é uma das preocupações de qualquer fã de montar quebra-cabeças. Aqui deixamos-lhe os passos a seguir, de forma simples e ilustrativa:

1. Protege a superfície de trabalho do Puzzle

Como trabalharemos com colas e colas, é recomendável proteger a superfície de trabalho com jornais velhos ou similares para evitar que os móveis sejam danificados.

2. Coloque o quebra-cabeça na posição

Se você seguiu nosso conselho, você terá montado seu quebra-cabeça em uma placa de espuma ou similar. É hora de movê-lo para a mesa de trabalho protegida e posicioná-lo para acabamento.

3. Prepare a cola do quebra-cabeça e despeje:

Vamos usar uma cola específica para quebra-cabeças, é muito parecida com a cola branca, embora sua principal vantagem seja que ela desaparece completamente quando seca, não deixa vestígios e a união que proporciona é muito sólida. Mexa bem o conteúdo do pote e comece a despejá-lo sobre o quebra-cabeça, certificando-se de que ele esteja bem distribuído pela superfície do quebra-cabeça.

4. Espalhe a cola de quebra-cabeça com um pincel macio.

Pegue um pincel com pelo macio, que evitará deixar marcas ou pinceladas em nosso quebra-cabeça, e distribua bem sobre cada peça e junte nossa cola especial Certifique-se de que não haja áreas sem cola

5. Alise a superfície do quebra-cabeça

Usando um cartão plástico, uma régua velha ou papelão maciço, vamos arrastar o excesso de cola em direção às bordas, para eliminar aquele excesso que pode fazer com que o resultado final não seja o desejado. Não se preocupe que todo o quebra-cabeça ficará esbranquiçado e feio, mas assim que a cola secar, voilá... QUEBRA-CABEÇA PERFEITO e solidamente preso.

6. Deixe a cola do quebra-cabeça secar

Antes que esteja completamente seco, devemos retirá-lo da superfície de trabalho, para evitar que os jornais grudem. Deixe em local ventilado para finalizar o processo.

7. Mova o quebra-cabeça para uma nova área

Antes que o quebra-cabeça esteja completamente seco, nós o separamos dos jornais que colocamos embaixo, pois remover a cola em direção às bordas pode fazer com que ele grude.

8. Seu quebra-cabeça está pronto para pendurar ou decorar com segurança

CONSTRUINDO UM QUEBRA-CABEÇA DA MANEIRA FÁCIL

Uma vez que tenhamos feito os passos que indicamos anteriormente, poderemos mover nosso quebra-cabeça com segurança. Muitos optam por simplesmente pendurá-los na parede, como pôster ou folha decorativa, mas se você quiser dar um toque de classe a uma sala ou escritório, a melhor opção é emoldurar o quebra-cabeça. Estúdios fotográficos, lojas de materiais de arte e empresas semelhantes geralmente fornecem um serviço de enquadramento. Você pode verificar as taxas em sua empresa local.

A segunda opção, e que é um pouco mais barata, é ir a uma loja multiprodutos, ou Amazon, e comprar uma moldura com as medidas do nosso quebra-cabeça. Este deve ser 1 cm maior por lado do que o tamanho indicado na caixa, pois se comprarmos uma das mesmas medidas, corremos o risco de o quebra-cabeça não se encaixar corretamente.

Depois de ter a moldura, o processo é simples: em uma superfície plana e larga, viramos a moldura, retiramos a parte de trás e, graças à nossa placa de espuma, colocamos o quebra-cabeça na moldura. Feito isso, chegou a hora de remover essa base de trabalho e fechar a estrutura.

Esses porta-retratos com quebra-cabeças são ideais para qualquer lugar, e você pode escolher um quebra-cabeça adequado para a área que deseja decorar.

CONCLUSÕES

O mundo dos quebra-cabeças é realmente maravilhoso, e garantimos que quem entra neste universo não pode escapar. Neste artigo, descobrimos alguns dos segredos mais bem guardados dos quebra-cabeças, desde suas origens, técnicas de construção e conservação. Espero que seja útil!!

Não pare de construir

.

Deixe um comentário

Observe que os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados