Como tornar a matemática divertida para seus filhos em 5 passos

A matemática é a matéria mais temida na sua casa e principalmente no seu filho? Se sim, talvez você possa ajudar colocando em prática uma série de dicas que selecionamos para você ajudar seu filho a se divertir com a matemática e parar de vê-la como algo estressante, frustrante ou chato.

Para começar, algo fundamental é que frases como “não sou bom em matemática”, “sou ruim em matemática” começam a desaparecer do vocabulário familiar. Tudo isso deve ser eliminado e substituído por palavras de motivação e encorajamento. Mas como você pode ajudar seu filho a ver a matemática de uma maneira divertida? Vamos ver!

  1. Jogue jogos de matemática com ele

Existem muitos jogos matemáticos que você pode jogar juntos. Você só precisa escolher um e aproveitar o momento. Divirta-se!

  1. Faça uma excursão a um museu de matemática ou ciências

Esta pode ser uma boa maneira de motivá-lo. Faça com que tudo ao redor do dia da viagem seja divertido e motivador para ele. A preparação, um sanduíche delicioso, seus biscoitos favoritos, etc. Uma vez no museu, certifique-se de que ele goste e vá devagar. Nada acontece se você não o visitar completamente ou a criança se cansar antes de terminar. O importante é que você esteja curioso sobre o que está vendo. Ajude-o a descobrir.

  1. Mostre ao seu filho para que serve a matemática em um ambiente prático

Deixe a criança ver como você calcula o melhor produto para comprar no supermercado com base no preço ou no custo da gasolina. Faça cálculos em voz alta e envolva seu filho na compreensão do valor dos números em um ambiente prático.

  1. Ensine seu filho a administrar seu dinheiro

Dê a ele um caderno para registrar suas receitas e despesas e mostre como ele pode administrar seu dinheiro. Explique a ele aos poucos conceitos como juros e como calculá-los se ele quiser pedir um empréstimo.

  1. Leve em consideração os gostos e interesses do seu filho.

A matemática pode ser aplicada a qualquer faceta da vida. Portanto, não há necessidade de torná-los chatos. Aplique-os ao que seu filho gosta. Se for futebol, então registre e calcule a média de seus melhores chutes, por exemplo. Use este exemplo para qualquer outra coisa que seu filho goste e pratique matemática de maneira casual.

Conclusão

Como você pode ver, sempre há maneiras de praticar a matemática de uma forma mais divertida e casual do que nos limitarmos à mera teoria ou repetição de conceitos que não ajudam em nada a criança e em muitos casos faz com que ela perca todo o interesse em essas coisas. Com um pouco de criatividade e abordando a matemática como um jogo, a criança pode começar a se relacionar com eles de uma forma diferente e começar a vê-los com outros olhos. Seja paciente e dê um tempo.


Deixe um comentário

Observe que os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados