9 de outubro de 1604, SN 1604 é observado

Neste dia (9 de outubro) de 1604, observa-se a SN 1604, a mais recente supernova observada na Via Láctea.
Uma supernova é uma explosão estelar que pode se manifestar de maneira notável, mesmo a olho nu, em lugares da esfera celeste onde nada em particular havia sido detectado anteriormente.
A supernova gera uma enorme onda de choque. Essa onda de choque gera a liberação de restos de todos os tipos de gases e minerais que estão sendo perdidos no universo. Esses detritos estelares são chamados de remanescentes e sua dissolução no espaço pode levar milhões de anos.
A supernova SN 1604 foi observada pela primeira vez em 9 de outubro de 1604. O astrônomo alemão Johannes Kepler (cientista nascido em 1571) a observou pela primeira vez em 17 de outubro.
O estudo de Kepler sobre ela foi tão extenso que mais tarde foi conhecido por seu nome (Supernova de Kepler). Seu livro sobre o assunto chamava-se "De Stella nova in pede Serpentarii" (Na nova estrela ao pé do portador da serpente).
Esta é a única supernova já observada em nosso sistema solar (a uma distância de 20.000 anos-luz da Terra). Muitas outras supernovas foram vistas fora do nosso sistema solar. O remanescente de supernova (detritos e restos da explosão) que resultou desta supernova é considerado um objeto típico de sua classe e continua sendo objeto de muitos estudos em astronomia.
- Olá Sr. Kepler
- Olá
- Tenho que parabenizá-lo pelo seu último livro
- ah sim?
- sim, o livro "De Stella nova in pede Serpentarii" é fantástico
- Estou feliz
- Comprei há dois meses
- e você gosta?
- bem, eu não sei
- o que você não sabe?
- não, é que eu levo para a cama e não passo da segunda página porque durmo
- como?
- Isso me ajuda a dormir como um bebê. Eu agradeço
- por favor, saia da minha casa
- ah, tudo bem, mas obrigado por seu livro de dormir
- você é um bruto
- mas durmo muito bem
- tchau


Deixe um comentário

Observe que os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados