Em 5 de novembro de 1917, nasceu em Challans (França) Jacqueline Auriol, que em 1948 obteve o título de piloto de aviação e logo depois se tornou a primeira mulher com o título de piloto de testes.

Neste dia (5 de novembro de 1917, Jacqueline Auriol nasceu em Challans (França), e em 1948 obteve o título de piloto de aviação e logo depois se tornou a primeira mulher com o título de piloto de testes
Jaqueline Auriol formou-se na Universidade de Nantes e depois estudou arte na École du Louvre em Paris.
Ela começou a voar em 1946, obteve sua licença de piloto em 1948 e tornou-se uma piloto de dublês e piloto de testes.
Auriol ficou gravemente ferida em um acidente SCAN 30 no qual ela era passageira em 1949 (muitos dos ossos de seu rosto foram quebrados) e passou quase três anos em hospitais passando por 33 operações reconstrutivas. Para ocupar a mente, estudou álgebra, trigonometria, aerodinâmica e outros assuntos necessários para a certificação de piloto avançado.
Ela obteve uma licença de piloto militar em 1950 e mais tarde se qualificou como uma das primeiras piloto de teste t4> . Ela foi uma das primeiras mulheres a quebrar a barreira do som e estabeleceu cinco recordes mundiais de velocidade nas décadas de 1950 e 1960.
Em quatro ocasiões, um presidente americano lhe concedeu o Harmon International Trophy em reconhecimento aos seus feitos na aviação. Certa vez, ele explicou sua paixão por voar dizendo: "Sinto-me tão feliz quando vôo. Talvez seja a sensação de poder, o prazer de dominar uma máquina tão bonita quanto um puro-sangue "Misturado com essas alegrias básicas há outro sentimento, menos primitivo, o de missão cumprida. Cada vez que piso em um aeródromo, sinto com nova excitação que é aqui que pertenço."
Como curiosidade mencionar que em 1983 tornou-se membro fundador da Académie de l'air et de l'espace.
-------------------------------------------- -------------------------------------------------- --------------------
- filha, você vem jantar?
- Não posso papai
- por quê?
- por que vou viajar para os EUA
- para os EUA?
-se
- Mas os EUA não existem
- existe sim, papai
- não, olhe ali
- para onde?
- ali
- ok, veja
- você vê os EUA?
- não, papai
- bem, é porque não existe
- ok, pai, tenho que ir
- tudo por não querer vir jantar
- Vou pilotar um avião
- também não deu certo, filha
- deixa, pai, tchau

Deixe um comentário

Observe que os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados