Em 19 de dezembro de 1852, em Strzelno, Polônia, nasceu Albert Abraham Michelson.

Neste dia (19 de dezembro de 1852, em Strzelno, Polônia, nasceu Albert Abraham Michelson
Albert Abraham Michelson foi um físico, conhecido por seu trabalho sobre a velocidade da luz. Recebeu o Prêmio Nobel de Física em 1907.
Em 1883 ele aceitou um cargo de professor de Física na Case School of Applied Science em Cleveland e projetou um interferômetro melhorado lá.
O interferômetro é um instrumento óptico que usa a interferência de ondas de luz para medir comprimentos de onda da mesma luz com grande precisão
O interferômetro Michelson é uma configuração comum para interferometria óptica e foi inventado por Albert Abraham Michelson. Este método utiliza uma fonte de luz que, ao passar por um divisor de feixe, se divide em dois.

O interferômetro de Michelson ficou conhecido pelo experimento Michelson-Morley, realizado no ano 1887, no qual o movimento da Terra através do éter, o meio em que as ondas de luz se propagavam, ideia que muitos cientistas acreditavam na época. O resultado nulo do experimento refutou a existência do éter, eventualmente levando à teoria da relatividade especial (apresentada por Einstein mais tarde) e a revolução da física no início do século 20.

Em 2015, outra aplicação do interferômetro de Michelson, LIGO (um Observatório de Ondas Gravitacionais), fez a primeira observação direta de ondas gravitacionais. Confirmando uma parte importante da relatividade geral.

Como curiosidade, comente que a luz do Sol leva 8 minutos para chegar à Terra.
-------------------------------------------- -------------------------------------------
- Já sei qual é a velocidade da luz
- O que é?
- é muito rápido
- mas quão rápido?
- bem, muito rápido
- mas você não pode me dar um número?
- dia 7!
- 7 quilômetros por segundo?
- não, 7 é o número que te dou
- Não entendo nada, 7 é a velocidade da luz?
- não, 7 é o número que você me pediu, a velocidade da luz é muito rápida
- isso é uma piada?
-não
- Vou embora, não entendo nada
- nem eu, tchau

Deixe um comentário

Observe que os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados